Tamanho do texto

Montadora francesa registrou prejuízo líquido de € 5,01 bilhões (US$ 6,74 bilhões) em 2012

Agência Estado

Linha da montagem da Peugeot, em Paris (França)
AP Photo/Christophe Ena
Linha da montagem da Peugeot, em Paris (França)

A General Motors (GM) negou nesta quarta-feira (19) que pretenda fazer investimentos adicionais em sua parceira francesa Peugeot Citröen, sujeita ao complicado mercado automobilístico europeu.

-Veja também: vendas de carros na Europa atingem menor nível em 20 anos

As duas empresas concordaram, no ano passado, em dividir custos e desenvolver conjuntamente novos veículos na Europa, mas com a venda separada dos automóveis.

A montadora francesa registrou prejuízo líquido de € 5,01 bilhões (US$ 6,74 bilhões) em 2012.

O resultado mostra o desafio que a companhia deve enfrentar nos próximos dois anos e alguns analistas não têm certeza se a Peugeot vai sobreviver sem ajuda financeira.

"Não temos nenhuma intenção de investir fundos adicionais na Peugeot neste momento", disse o presidente da GM, Dan Akerson, nos bastidores de um evento em Xangai. "Se alguma coisa mudar, vamos avaliar." 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.