Tamanho do texto

Segundo Ministério, crescimnto foi impulsionado pela maior produção de bens nas fábricas e pelo aumento da demanda pelos produtos industriais alemães

Reuters

Crescimento da economia alemã acelera no segundo trimestre
Getty Images
Crescimento da economia alemã acelera no segundo trimestre

A Alemanha, maior economia da Europa, cresceu a um ritmo mais forte no segundo trimestre do que no primeiro, uma vez que as fábricas produziram mais bens e a demanda pelos produtos industriais alemães aumentou, disse o Ministério da Economia em relatório, nesta terça-feira (11).

A economia alemã cresceu apenas 0,1% nos três primeiros meses do ano, evitando por pouco uma recessão depois que a desaceleração no comércio exterior e a fraqueza dos investimentos levaram a uma contração de 0,6% no final de 2012.

"A recuperação econômica que começou no primeiro trimestre se fortaleceu ligeiramente na primavera (do hemisfério norte)", disse o Ministério em seu relatório mensal de junho. "O inverno relativamente longo e severo afetou o crescimento no início do ano."

O consumo privado foi a principal força por trás da expansão econômica no primeiro trimestre, subindo 0,8%. O Ministério afirmou que um mercado de trabalho estável, aumentos salariais relativamente altos e uma inflação moderada indicam que os gastos do consumidor sustentarão a demanda doméstica pelo restante do ano. Entretanto, os investimentos continuam fracos, acrescentou.

Embora a expectativa seja de que o comércio exterior pese sobre o crescimento neste ano, o Ministério disse que a economia competitiva da Alemanha está bem posicionada para se beneficiar mais de um início de recuperação econômica global. No primeiro trimestre, as encomendas na indústria de construção ficaram acima do nível médio do ano passado e as perspectivas futuras do setor são favoráveis.

"No geral o quadro mostra que a recuperação está gradualmente acontecendo", completou o Ministério.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.