Tamanho do texto

Apesar do ritmo mais lento na zona do euro, indicador mensal da Organização subiu como um todo para 100,6 em abri, ante 100,5 em março

Reuters

As principais economias desenvolvidas estão gradualmente ganhando ímpeto, conduzidas pelo crescimento mais rápido no Japão e nos Estados Unidos, informou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), nesta segunda-feira (10).

Presidente norte-americano, Barack Obama: EUA e Japão lideram recuperação nas principais economias
ASSOCIATED PRESS/AP
Presidente norte-americano, Barack Obama: EUA e Japão lideram recuperação nas principais economias

A OCDE, com sede em Paris, disse que seu indicador mensal subiu como um todo para 100,6 em abril, ante 100,5 em março. A leve melhora levou a medida, que contempla os 33 membros da organização e é projetada para indicar momentos de mudança na atividade econômica, para mais acima da média de longo prazo de 100.

Em sua Perspectiva Econômica semestral realizada no mês passado, a OCDE projetou que a zona do euro cairá ainda mais para trás dos Estados Unidos e do Japão neste ano, reduzindo as previsões de crescimento mundial. O indicador mensal destacou isso, sugerindo que os Estados Unidos e o Japão são os únicos países entre as principais economias onde o crescimento está se consolidando.

O indicador para os Estados Unidos se manteve em 101,0, enquanto que para o Japão, cujo banco central iniciou recentemente um estímulo monetário maciço na economia, viu sua leitura melhorar para 101,1, ante 100,9.

Mas a zona do euro não ficou de fora de um cenário melhor, com aumento da leitura para 100,1, ante 100,0. O indicador para a Alemanha sugeriu que o crescimento está retornando à tendência, com leitura de 100,0, ante 99,9 em abril.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.