Tamanho do texto

"Não está certo que as empresas gigantes globais tenham vendas enormes aqui na Alemanha, em toda a Europa, nos EUA e só paguem impostos em algum local"

Reuters

Merkel:
Getty Images
Merkel: "O mundo inteiro terá que lutar por isso, ou de outra forma não conseguiremos"

A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou suas atenções nesta quarta-feira para multinacionais que utilizam normas na Europa e nos Estados Unidos para evitar o pagamento de impostos e afirmou que o G8 planeja combater a existência de paraísos fiscais.

"Não está certo que as empresas gigantes globais tenham vendas enormes aqui (na Alemanha), em toda a Europa, nos Estados Unidos e em outros lugares e só paguem impostos em algum local em um diminuto paraíso fiscal", disse Merkel em discurso na cidade de Demmin, no norte alemão.

"Por isso vamos lutar para acabar de uma vez com os paraísos fiscais na reunião do G8 deste ano no Reino Unido", afirmou numa referência ao grupo formado por Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Grã-Bretanha, Itália, Canadá e Rússia.

"O mundo inteiro terá que lutar por isso, ou de outra forma não conseguiremos", completou.

Merkel fez as declarações antes da reunião de Moscou entre ministros das Finanças e banqueiros centrais do G20, grupo que reúne as 20 principais economias do mundo.

(Reportagem de Erik Kirschbaum)