Tamanho do texto

Como condição ao resgate, a Comissão Europeia exige a apresentação, dentro de seis meses, de um plano de reestruturação

A Comissão Europeia deu a aprovação preliminar nesta segunda-feira para um resgate de 3,9 bilhões de euros (5,1 bilhões de dólares) ao Banca Monte dei Paschi di Siena, após meses de incertezas sobre o terceiro maior banco da Itália.

Como condição ao resgate, a CE exige a apresentação, dentro de seis meses, de um plano de reestruturação.

A CE disse que o resgate se faz necessário para manter a estabilidade do sistema financeiro italiano.

O banco teve que pedir ajuda porque apresenta um baixo nível de capital.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.