Tamanho do texto

Órgão previu em seu relatório semestral que a economia global crescerá 2,9% este ano, uma forte queda desde a última projeção em maio, que apontava alta de 3,4%

Reuters

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) cortou suas previsões para o crescimento global nesta terça-feira, alertando que a crise da dívida na zona do euro é a maior ameaça à economia mundial.

À luz do cenário econômico ruim, a OCDE pediu que os bancos centrais se preparem para mais afrouxamento monetário excepcional se os políticos não conseguirem dar respostas críveis à crise da dívida.

O órgão sediado em Paris, em seu relatório semestral Perspectivas Econômicas, previu que a economia global crescerá 2,9 por cento este ano, antes de expandir 3,4 por cento em 2013. A estimativa marcou uma forte queda desde a última projeção da OCDE em maio, de 3,4 por cento para este ano e de 4,2 por cento em 2013.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.