Tamanho do texto

Apesar de fracasso nas negociações, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, declarou que "o trabalho continuará"

Agência Estado

Os líderes europeus não conseguiram chegar a um acordo sobre o orçamento da União Europeia, com os países mais ricos dizendo que as restrições do plano de gastos de sete anos proposto não são suficientes.

Líderes europeus não chegam a acordo em cúpula sobre orçamento em Bruxelas, na Bélgica
Reuters
Líderes europeus não chegam a acordo em cúpula sobre orçamento em Bruxelas, na Bélgica

O ministro das Relações Exteriores da Bélgica, Didier Reynders, escreveu no Twitter que os líderes deverão se reunir novamente em janeiro em um esforço para selar um acordo sobre o orçamento de 2014 a 2020.

Veja também:  Após Nobel da Paz, União Europeia faz cúpula em clima de guerra

Um fonte europeia afirmou que não era uma questão de um país ameaçar vetar o orçamento proposto pelo Conselho Europeu. Em vez disso, houve um "grupo de contribuintes líquidos" que sentiu que não havia restrição suficiente de gastos nas propostas de Bruxelas. Os contribuintes líquidos são países cuja contribuição para o orçamento é maior que seus benefícios diretos.

Confirmando que as negociações fracassaram, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, declarou que "o trabalho continuará". "Nós precisamos de mais tempo para encontrar uma solução", acrescentou. Segundo ele, "não necessidade de dramatizar" a situação.

Rompuy declarou que foi feito trabalho suficiente para se ter confiança que um acordo pode ser alcançado no ano que vem. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.