Tamanho do texto

Os governos da zona do euro e do FMI estão em desacordo sobre como reduzir a carga da dívida grega, o que está impedindo a liberação de 31 bilhões de euros em empréstimos

Reuters

Lagarde defende solução para Grécia baseada na realidade
Getty Images
Lagarde defende solução para Grécia baseada na realidade

Um acordo entre credores internacionais da Grécia para reduzir a enorme dívida do país deve ser "enraizada na realidade e não em pensamento positivo", disse a chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), antes de uma reunião tensa com líderes europeus.

Voltando de uma curta visita à Ásia para assistir a uma reunião do Eurogrupo, na terça-feira em Bruxelas, Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI, disse que era importante que um acordo dê uma solução definitiva para a dívida da Grécia para evitar a incerteza prolongada e mais danos para a economia grega.

"Eu estou sempre tentando ser construtiva, mas estou me guiando por dois objetivos", disse ela em uma entrevista, "construir e aprovar um programa para a Grécia que seja sólido, e convincente, que seja sustentável amanhã, mas enraizada na realidade e não em ilusões.

"O segundo objetivo é o de manter a integridade e qualidade de assistência que oferecemos, não para o FMI, o que obviamente é uma preocupação minha, mas para dar aos europeus, porque é nisso que eles estão interessados", disse ela neste sábado.

Veja também:  É importante que zona do euro alcance acordo sobre Grécia, diz FMI

Os governos da zona do euro e do FMI estão em desacordo sobre como reduzir a carga da dívida da Grécia, o que está impedindo a liberação de 31 bilhões de euros em empréstimos de emergência para Atenas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.