Tamanho do texto

Governo grego está vendendo quase toda a sua fatia de empresa que detém o monopólio das apostas na Grécia; conglomero chinês e fundos de private equity estão na disputa

Reuters

Oito potenciais investidores, incluindo um conglomerado chinês e fundos de "private equity", expressaram interesse em comprar uma grande fatia da OPAP, empresa que detém o monopólio das apostas na Grécia, disse neste sábado a agência de privatização do país, a HRADF.

Entre as empresas que responderam ao prazo máximo de 9 de novembro para expressar interesse está uma unidade da Fosun International, um dos maiores grupos empresariais da China, cujo principal acionista é o bilionário Guo Guangchang.

MaisEuropa impedirá que Grécia declare calote, diz fonte europeia

Atenas está vendendo 33%, praticamente toda a sua fatia da OPAP, uma das maiores empresas de apostas e loteria da Europa, com uma capitalização total de mercado de 1,5 bilhão de euros (US$ 1,9 bilhão) na Bolsa de Atenas.

Outros compradores potenciais incluem as empresas de private equity BC Partners e TPG Capital LP . A estoniana Playtech, maior provedora de jogos online do mundo, juntou-se à alemã Gauselmann AG para tentar a compra.

A OPAP é a joia do programa de privatizações da Grécia para 2013, quando o país afundado em dívidas planeja arrecadar cerca de 2,6 bilhões de euros vendendo uma série de estatais como parte de seu pacote de ajuda internacional.

LeiaDraghi elogia reformas na Grécia, mas diz que é preciso fazer mais

O fundo investidor ativista Third Point também mostrou interesse na compra.

Outros três competidores são um grupo aconselhado pelo magnata grego George Melisanidis e o investidor tcheco Jiri Smejc, a empresa grega de games Intralot, que é fornecedora de tecnologia da OPAP, e a Triple Five World Group Properties Limited.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.