Tamanho do texto

Deputados gregos aprovaram na noite de quarta-feira, por pequena maioria, o novo plano de austeridade com o qual o país pretende economizar 18 bilhões de euros até 2016

AFP

A Comissão Europeia (CE) celebrou nesta quinta-feira a aprovação pelo Parlamento grego do plano de ajuste exigido pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para seguir dando assistência financeira a Atenas, e espera que o orçamento para 2013 seja aprovado no próximo domingo.

"Celebramos os resultados da votação de quarta-feira", afirmou o porta-voz da Comissão, Simon O'Connor.

Os deputados gregos aprovaram na noite de quarta-feira, por pequena maioria, o novo plano de austeridade com o qual o país pretende economizar 18 bilhões de euros até 2016, em meio aos protestos de mais de 70.000 pessoas no Parlamento.

A aprovação das reformas na quarta-feira e do orçamento de 2013 no domingo são cruciais para desbloquear uma parcela de mais de 31 bilhões de euros do resgate do FMI e da UE, pendente desde junho."Acontecerá outra votação no domingo.

A aprovação é crucial", recordou o porta-voz.Apenas com a aprovação será debatida na próxima segunda-feira a liberação da ajuda a Atenas, durante uma reunião dos ministros da Economia da Eurozona, em Bruxelas.

Se a Grécia não receber os recursos, o país pode declarar 'default', a suspensão de pagamentos, no fim do mês.Diante do Parlamento, em pleno centro de Atenas, mais de 70.000 pessoas protestaram nesta quarta-feira, segundo a polícia. No mesmo dia chegou ao fim uma greve geral de 48 horas contra as novas medidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.