Tamanho do texto

Segundo o ministro das Finanças do Reino Unido, George Osborne, acordo tem que ser o melhor possível para o país

Agência Estado

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, só trará um acordo sobre o orçamento da União Europeia para a votação vinculativa no país que a Câmara dos Comuns ache aceitável, afirmou o ministro das Finanças do Reino Unido, George Osborne.

Em entrevista para a rádio BBC, Osborne disse que a derrota apertada na votação parlamentar não vinculativa ontem foi somente o começo de um debate importante e que Cameron somente aprovará um acordo em Bruxelas no fim deste mês que seja bom para o Reino Unido.

"Nós queremos o melhor acordo possível para o Reino Unido", afirmou Osborne. "Nós estamos no começo da negociação, vamos ver para onde essas negociações levarão."

Na Câmara dos Comuns, uma moção proposta pela oposição para que Cameron defenda cortes reais no Orçamento da UE durante o próximo encontro de cúpula europeu, em novembro, foi aprovada ontem com 307 votos a favor e 294 contra.

Embora Cameron não esteja obrigado a encaminhar a moção, sua aprovação representa uma derrota importante para a coalizão conservadora que sustenta seu governo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.