Tamanho do texto

Bancos dependem do pagamento da próxima parcela do resgate da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional à Grécia

AFP

Os resultados dos bancos gregos no segundo trimestre serão publicados um mês depois do previsto, no dia 30 de novembro, devido ao atraso em seu processo de recapitalização, informou nesta segunda-feira o Ministério grego das Finanças.

"Foi acordado o prazo de 30 de novembro para a publicação dos resultados semestrais dos bancos", diz comunicado do Ministério divulgado após uma reunião entre o ministro das Finanças, Yannis Stournaras, e o presidente da União de Bancos Gregos, Yorgos Zanias.

A reunião estava centrada nas condições de recapitalização dos bancos gregos, dependente do pagamento da próxima parcela do resgate acordado por Atenas com a UE e o Fundo Monetário Internacional. Os bancos sofreram grandes perdas por causa da reestruturação da dívida soberana grega encerrada em fevereiro.

Agora, o governo quer avançar em sua recapitalização para enfrentar uma falta de liquidez que agrava a crise que o país enfrenta desde 2010. O atraso da recapitalização bancária derrubava nesta segunda-feira a bolsa de Atenas, que até às 14H20 GMT perdia 5,88%. A recapitalização dos bancos depende da negociação entre o governo grego e a troika (UE, FMI e Banco Central Europeu) sobre um plano de rigor de 13,5 bilhões de euros.

Uma vez acordado esse novo plano de ajuste, a Grécia poderá receber os 31,5 bilhões de euros correspondentes à próxima parcela de seu resgate. A maior parte dessa quantia será destinada à recapitalização das entidades bancárias.