Tamanho do texto

Crescimento econômico da Alemanha estará em risco, segundo institutos de pesquisa, se os líderes da zona do euro não mantiverem seus esforços para controlar a crise da dívida

Agência Estado

A perspectiva econômica da Europa piorou mais nesta quinta-feira, quando institutos de pesquisa importantes da Alemanha reduziram suas perspectivas econômicas para o país e alertaram que a economia alemã pode entrar em recessão.

Segundo os institutos, o crescimento econômico da Alemanha estará em risco se os líderes da zona do euro não mantiverem seus esforços para controlar a crise da dívida, alertando que as novas tensões do mercado, que se acalmaram recentemente devido ao anúncio das medidas anunciadas pelo Banco Central Europeu (BCE), podem piorar as coisas. Se a crise da dívida piorar, "há uma grande perigo de a Alemanha entrar em recessão", afirmaram.

Em um relatório para o Ministério da Economia, os institutos de pesquisa disseram que o produto interno bruto (PIB) aumentará somente 1% em 2013, ao invés de 2% previstos anteriormente. Os institutos também reduziram a projeção para o crescimento econômico da Alemanha de 0,9% para 0,8% em 2012.

Eles afirmaram que os problemas financeiros em outras nações da zona do euro estão pesando sobre a confiança das empresas na maior economia da zona do euro, afetando o investimento em novos equipamentos e unidades de produção - um importante componente de crescimento.

Apesar disso, com seis países europeus em recessão e o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevendo expansão de apenas 0,2% da zona do euro no próximo ano, a chanceler alemã Angela Merkel disse que cabe à Alemanha "fazer coisas para estimular a economia europeia". As informações são da Dow Jones.