Tamanho do texto

Membro do Conselho do Banco Central Europeu, Christian Noyer, rejeitou pedidos para corte na taxa de juros, dizendo que garantir a transmissão efetiva da política monetária neste momento é mais importante

Reuters

O membro do Conselho do Banco Central Europeu (BCE) Christian Noyer rejeitou pedidos nesta quarta-feira para corte na taxa de juros pelo BCE, dizendo que garantir a transmissão efetiva da política monetária neste momento é mais importante para a zona do euro do que qualquer política sobre os juros.

Noyer destacou ainda a decisão do banco central de agir energeticamente quando necessário sob seu programa de compra de títulos para evitar que os yields dos títulos de economias periféricas da zona do euro subam.

"Nós estamos prontos para intervir (com o programa de compra de títulos) e acredite em nós, quando nós o fizermos, teremos sucesso", disse Noyer em entrevista em Tóquio às margens do encontro anual do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em suas últimas previsões para a economia europeia divulgadas na terça-feira, o FMI afirmou que há espaço para o BCE diminuir as taxas de juros para impulsionar o crescimento, uma vez que o núcleo da inflação nos 17 países que compartilham o euro estiver sob controle.

A principal taxa de refinanciamento do BCE está atualmente na mínima histórica de 0,75 por cento, e economistas esperam outro corte neste ano.

Noyer defendeu a decisão do BCE de deixar as taxas de juros estáveis, dizendo que a prioridade agora é arrumar o sistema bancário da região para que os fundos injetados pelo banco central possam difundir-se amplamente e igualmente entre as economias.

"Basicamente, nossa análise é que a importância do ponto exato da política de juros no momento é menos importante que a transmissão de nossas políticas", disse ele.

Noyer afirmou que o programa de compra de títulos, assim como o progresso em relação à união bancária, deve ajudar a aliviar os temores de uma ruptura da zona do euro.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.