Tamanho do texto

O primeiro-ministro de Portugal, Passos Coelho, se reuniu com sindicatos e associações empresariais na semana passada para discutir alternativas à medida polêmica de cortar custos trabalhistas para as companhias por meio do aumento dos pagamentos de seguridade social dos empregados

Agência Estado

A Comissão Europeia aprovou as medidas alternativas de reforma que o governo de Portugal apresentou. As medidas seguirão agora para a próxima reunião dos ministros das Finanças da zona do euro para serem aprovadas formalmente, afirmou Simon O' Connor, porta-voz do braço executivo da União Europeu.

Segundo O' Connor, a comissão chegou a um acordo "em níveis técnicos" sobre as medidas revisadas. "Agora o Eurogrupo...vai discutir e eventualmente aprovar formalmente as decisões", disse ele. O porta-voz não quis comentar mais detalhes sobre as novas medidas.

O primeiro-ministro de Portugal, Passos Coelho, se reuniu com sindicatos e associações empresariais na semana passada para discutir alternativas à medida polêmica de cortar custos trabalhistas para as companhias por meio do aumento dos pagamentos de seguridade social dos empregados.

O' Connor não quis responder a uma pergunta sobre a notícia de que a Espanha estava pronta para pedir um pacote de socorro mais amplo, mas afirmou que a Comissão "está pronta para agir em concordância com o papel que está previsto para nós", se um pedido de assistência financeira for feito.

Sobre a Grécia, O' Connor disse que a troica de inspetores voltou à Atenas e está trabalhando para aprovar os cortes orçamentários "o mais rápido possível". Segundo ele, este trabalho está "em andamento". As informações são da Dow Jones.