Tamanho do texto

Líderes da Espanha e da Itália falam em trabalho "construtivo e sólido" para a evolução da economia da região

EFE

O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, e o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, estreitaram nesta sexta-feira a cooperação bilateral contra a crise econômica e financeira da zona do euro, durante um encontro em Roma.

Segundo informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes diplomáticas espanholas, o encontro, de cerca de uma hora de duração e realizado na Vila Pamphili de Roma, aconteceu em um ambiente "cordial" em que foi abordada a "evolução da situação da zona do euro".

Veja mais:  Monti diz ser difícil afrouxar austeridade fiscal

Na reunião, que aconteceu paralelamente ao congresso desta sexta-feira na capital italiana da Internacional Demócrata de Centro (IDC), ssociação de partidos políticos democratas-cristãos e cristãos socialistas, Monti e Rajoy analisaram ainda a agenda de temas para a cúpula bilateral ítalo-espanhola que acontece em Madri no próximo 29 de outubro.

Ambos os líderes fizeram um acompanhamento da situação, trabalhando de maneira "construtiva e sólida" para a evolução positiva da economia da zona do euro, segundo as mesmas fontes, que definiram como "muito cordial" a relação entre Rajoy e Monti. Em um encontro que ocorre pouco antes do Conselho Europeu, em outubro, os chefes de governo de Itália e da Espanha apostaram ainda em manter uma "estreita coordenação" para resolver a crise da zona do euro, que vê seus dois países como um dos mais afetados pelas turbulências dos mercados.

Mais:  Itália revisa para baixo suas previsões de crescimento para 2012 e 2013

Neste sentido, Rajoy e Monti destacaram a necessidade de continuar trabalhando de maneira "construtiva, responsável e solidária", segundo informaram à Efe as mesmas fontes diplomáticas, que explicaram que o encontro acontece na rodada de contatos que o presidente do governo espanhol mantém com os líderes dos membros comunitários.

O encontro de Monti e Rajoy foi o último da série de três contatos bilaterais que o primeiro-ministro da Itália manteve nesta sexta-feira em Roma, onde se reuniu antes, na sede da presidência do governo da Itália, com o primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, em primeiro lugar, e da Irlanda, Enda Kenny, depois.

Também:  Crise econômica na Espanha alimenta separatismo na Catalunha

Na agenda de hoje está previsto um almoço que Monti ofereceu a Rajoy, Kenny e Samaras, assim como ao primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, e o da Albânia, Sali Berisha. Em seguida, os seis participarão do congresso da IDC, na qual o presidente espanhol também discursará. Este é o primeiro encontro bilateral entre Monti e Rajoy após a visita do primeiro-ministro da Itália a Madri em 2 de agosto e o anúncio em 6 de setembro por parte do Banco Central Europeu (BCE) de seu programa de compra ilimitada de bônus de países em crise.

Leia tudo sobre a Crise Econômica