Tamanho do texto

Retração foi conduzida pelos países do bloco com problemas fiscais, incluindo a Itália e a Espanha; fraco desempenho indica que a região deverá enfrentar dificuldades para registrar crescimento da economia no terceiro trimestre

Agência Estado

A atividade do setor de construção na zona do euro caiu 0,3% em julho, na comparação com o mês anterior, e declinou 4,7%, em bases anuais, informou a Eurostat, indicando que a região deverá enfrentar dificuldades para registrar um crescimento econômico no terceiro trimestre deste ano.

Em junho, o setor de construção registrou queda de 0,6%, em termos mensais, e 2,8%, na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Segundo o The Wall Street Journal, a queda foi conduzida pelos países do bloco com problemas fiscais, incluindo a Itália e a Espanha.

A atividade da construção italiana caiu 2,2% em julho, ante junho, e declinou 14,2% em relação ao mesmo período de 2011. Na Espanha, a construção teve queda de 2,1% em bases mensais e recuou 16,1% em termos anuais.

A atividade da construção em Portugal caiu 0,2% em julho em relação a junho, e recuou 18,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Na Grécia, primeira economia a pedir um pacote de socorro financeiro e que agora enfrenta seu quinto ano de recessão, a atividade da construção caiu 18,1% de abril a junho, na comparação com o primeiro trimestre, e teve queda de 28,6% ante o segundo trimestre do ano passado. As informações são da Dow Jones.