Tamanho do texto

País tirou mais um obstáculo para buscar ajuda externa e financiar sua dívida ao anunciar que apresentará até o fim de setembro uma nova rodada de reformas econômicas

Reuters

A Espanha teria que pedir um pacote de resgate antes de poder ser incluída no plano do Banco Central Europeu (BCE) de comprar títulos de membros da zona do euro em dificuldade, afirmou a autoridade do BCE Ewald Nowotny.

Espanha resiste a falar em resgate com seus sócios na Zona Euro

Nowotny disse à revista semanal austríaca Profil que estava nas mãos dos países garantirem que o plano de compra de títulos do BCE ajude-os a superar a crise da dívida soberana da zona do euro.

"Isso pode ser um instrumento eficiente para conter a crise e estabilizar as expectativas. Mas os políticos precisam entrar no jogo para que esse instrumento possa ser empregado positivamente", disse ele em entrevista à revista.

"Essa é a única maneira de convencer os mercados. Se por acaso a Espanha não entrar na rede de segurança (da zona do euro), nós não podemos ajudar", afirmou Nowotny, que é também presidente do banco central da Áustria.

Na sexta-feira, a Espanha tirou outro obstáculo para buscar ajuda externa para financiar sua dívida ao anunciar que irá apresentar até o final de setembro uma nova rodada de reformas econômicas, baseadas em recomendações da União Europeia.