Tamanho do texto

Segundo jornal holandês, o BCE e o FMI estariam em negociação sobre um pacote de até 300 bilhões de euros

Reuters

O Banco Central Europeu (BCE) não está negociando um pacote de resgate para a Espanha junto com o Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou nesta sexta-feira uma porta-voz do BCE, negando a notícia do jornal Het Financieele Dagblad.

"A reportagem é infundada. Não há negociações em andamento. Cabe às autoridades espanholas fazer um pedido", disse a porta-voz.

O Het Financieele Dagblad noticiou nesta sexta-feira, sem citar fontes, que o BCE e o FMI estariam em negociação sobre um pacote de até 300 bilhões de euros (US$387 bilhões). O jornal holandês afirmou que isso abriria caminho para que o BCE compre títulos espanhóis para reduzir os custos de empréstimos de Madri.

A porta-voz do BCE afirmou que o plano de compra de títulos, anunciado na semana passada, foi "uma iniciativa de política monetária e não pode ser condicional a qualquer negociação". O BCE só será ativado se "condições externas forem atendidas."

Citando pessoas próximas ao assunto, o jornal disse que o BCE quer a participação do FMI para garantir que a Espanha enfrente condições rigorosas para cortar gastos e reformar sua economia em troca de qualquer ajuda.

O programa seria de três anos e equivaleria a um máximo de 300 bilhões de euros, completou o jornal.