Tamanho do texto

Segundo titular de Finanças, mandato do Banco Central Europeu está claramente limitado à política monetária e às decisões que ele toma estão dentro da área de política monetária

Agência Estado

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble
AFP
O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble


O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, afirmou que o Banco Central Europeu (BCE) não está excedendo seu mandato ao decidir comprar bônus do governo de países endividados da zona do euro no mercado aberto. Os comentários de Schäuble são o sinal mais claro até agora de que o governo alemão apoia o plano anunciado ontem pelo presidente do BCE, Mario Draghi.

VejaPlano do BCE pode salvar o euro, mas não elimina crise

"O mandato do BCE está claramente limitado à política monetária e às decisões que ele toma estão dentro da área de política monetária", afirmou o ministro após participar de um seminário junto com o ministro de Finanças da Suécia, Andres Borg. "Eles sabem muito bem o que precisam fazer. Não é o começo do financiamento monetário da dívida soberana", acrescentou, dizendo que isso seria inaceitável.

LeiaBCE anuncia compra de bônus soberanos

O programa do BCE tem enfrentado resistência do banco central da Alemanha, o Bundesbank, pois é visto como potencialmente inflacionário e uma transgressão da política monetária para a área da política fiscal. As informações são da Dow Jones.