Tamanho do texto

Elevação da taxa para 10,2% ocorre em um contexto em que a França, segunda maior economia da zona do euro, está no terceiro trimestre consecutivo de crescimento zero da economia; estão sem emprego 2,785 milhões de pessoas

Reuters

A taxa de desemprego na França alcançou no segundo trimestre seu nível mais elevado em 13 anos, de acordo com estatísticas oficiais divulgadas nesta quinta-feira. Os dados são um revés para o governo socialista, que tomou posse em maio com a promessa de aumentar a oferta de empregos.

A elevação da taxa para 10,2%, de acordo com critérios de medição da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ocorre em um contexto em que a França, segunda maior economia da zona do euro, está no terceiro trimestre consecutivo de crescimento zero da economia.

Muitos economistas preveem que o desemprego, que havia ficado em 10% no primeiro trimestre, continuará a crescer, já que as empresas estão demitindo funcionários.

Várias organizações anunciaram recentemente demissões, incluindo a rede varejista Carrefour e a montadora Peugeot.

A taxa de desemprego é a maior desde o terceiro trimestre de 1999. Na França continental estão sem emprego 2,785 milhões de pessoas.