Tamanho do texto

Inflação anual na zona do euro acelerou para 2,6% em agosto ante 2,4% em julho, um resultado mais forte do que o esperado e acima da meta do BCE de pouco abaixo de 2%

Reuters

O Banco Central Europeu (BCE) manteve sua principal taxa de juros na mínima recorde de 0,75% nesta quinta-feira, guardando munição depois que uma aceleração da inflação no mês passado compensou a pressão para dar vida à fraca economia da zona do euro por meio da diminuição dos custos de empréstimo.

Draghi divulgará plano de compra de títulos após BCE manter taxa de juros

A inflação anual na zona do euro acelerou para 2,6% em agosto ante 2,4% em julho, um resultado mais forte do que o esperado e acima da meta do BCE de pouco abaixo de 2%.

O BCE também manteve a taxa de depósito em zero - uma mínima estabelecida pela primeira vez em julho para encorajar os bancos a fazer empréstimos overnight para outros bancos, com a qual eles recebem uma taxa de juros maior, atualmente em cerca de 0,1%.

O BCE manteve sua taxa de empréstimos - ou taxa de empréstimo de emergência - em 1,50%.