Tamanho do texto

Teve especial influência nesse panorama a redução dos preços dos combustíveis e dos lubrificantes

EFE

A inflação anualizada na Espanha foi de 1,9% em junho, a mesma taxa registrada em maio, segundo o indicador antecipado do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) publicado nesta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Teve especial influência nesse panorama a redução dos preços dos combustíveis e dos lubrificantes, que foi compensada pelo comportamento dos valores do tabaco e dos alimentos.

O INE publicou também o indicador antecipado do IPC harmonizado (IPCA), que mede a evolução dos preços com o mesmo método em todos os países da zona do euro, segundo o qual a inflação anualizada foi de 1,8% em junho, um décimo menos que no mês anterior.

O indicador antecipado é uma prévia do IPC, cujos dados definitivos serão divulgados em 13 de julho e não costumam variar de forma significativa. Se os dados publicados em julho coincidiram com os anunciados hoje, ficará confirmada a tendência à queda da inflação na Espanha, iniciada em maio de 2011, quando foi de 3,5%, e passou a cair consecutivamente até setembro, até alcançar 3,1%.

A partir de setembro houve sucessivas baixas anualizadas do IPC, à exceção de abril, quando a taxa subiu a 2,1%, dois décimos mais que a registrada no mês anterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.