Tamanho do texto

Pelo segundo mês seguido, a demanda mais fraca da Europa e dos grandes mercados emergentes como a China prejudicou as vendas do setor industrial

Reuters

O setor industrial dos Estados Unidos cresceu em junho no ritmo mais lento em 11 meses e as contratações do setor recuaram devido ao enfraquecimento da demanda internacional pelos produtos norte-americanos, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), do instituto Markit, divulgada nesta quinta-feira.

Leia mais:  Fed aumenta estímulo para incentivar crescimento nos EUA

Ritmo fraco da economia reduz salários e força busca por segundo emprego nos EUA

O PMI preliminar de junho caiu para 52,9 ante 54,0 em maio, menor leitura desde julho embora tenha ficado acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

Pelo segundo mês seguido, a demanda mais fraca da Europa e dos grandes mercados emergentes como a China prejudicou as vendas. O Markit informou que os produtores norte-americanos reportaram a segunda maior queda em novas encomendas de exportação desde setembro de 2009.

O componente de novas encomendas do índice caiu para 54,1, ante 54,6 anteriormente.

A indústria tem sido uma das pontas mais fortes em uma frágil recuperação econômica, mas o Markit informou que a demanda externa mais fraca pode estar começando a desacelerar as contratações no setor.

O componente de emprego caiu em junho para 53,1, refletindo a taxa mais fraca de contratação em oito meses. Em maio a leitura tinha sido de 54,3.

"O impacto de vendas fracas sobre o emprego é uma preocupação importante", disse o economista chefe do Markit Chris Williamson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.