Tamanho do texto

PMI foi de 46,0 em junho, o menor nível desde junho de 2009; é o quinto mês consecutivo em que o indicador fica abaixo de 50, o que indica contração da atividade

O Índice dos Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar composto da zona do euro ficou estável em 46,0 em junho, o menor nível desde junho de 2009, informou nesta quinta-feira a Markit. É o quinto mês consecutivo em que o indicador fica abaixo de 50, o que indica contração da atividade. A previsão para o PMI composto era de queda para 45,5.

VejaPaíses europeus se comprometem a manter integridade da zona do euro

O PMI industrial diminuiu de 45,1 para 44,8 e o de serviços passou de 46,7 para 46,8. "O declínio está ganhando força e se espalhando pela região, com a Alemanha a caminho de uma queda marginal do PIB no segundo trimestre, enquanto quedas mais acentuadas são prováveis em outros países", disse o economista-chefe da Markit, Chris Williamson. O PMI composto da Alemanha caiu de 49,3 em maio para 48,5 em junho, o menor nível em três anos.

TambémG7 diz que permanência da Grécia na zona do euro "é do interesse de todos"

O PMI da indústria recuou de 45,2 para 44,7 e o de serviços cedeu de 51,8 para 50,3. "Os empresários da indústria da Alemanha estiveram na dianteira desse declínio, já que a piora do cenário global e a crise em andamento do euro pesaram fortemente sobre a demanda por exportações", disse o economista da Markit Tim Moore. Na França, o PMI composto subiu de 44,6 em maio para 46,7 em junho. O PMI do setor de serviços subiu de 45,1 para 47,3, e o da indústria aumentou de 44,7 para 45,3.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.