Tamanho do texto

Autoridade da zona do euro diz que termos acertados com país neste ano eram "variáveis" e poderiam ser "adaptados"

Qualquer revisão do resgate à Grécia pode significar a alteração de detalhes dentro do pacote de 130 bilhões de euros, mas a ação de trazer a dívida da Grécia para um nível administrável e implementar reformas não será enfraquecida, afirmou nesta terça-feira uma autoridade sênior da zona do euro.

LeiaNão há novo acordo de resgate previsto para a Grécia, diz Comissão Europeia

Ao falar em condição de anonimato, a autoridade disse que os termos acertados com a Grécia neste ano eram "variáveis" e poderiam ser "adaptados", mas que havia opiniões diferentes na zona do euro e na Grécia sobre o escopo de tais mudanças.

TambémApós eleições, Grécia emite títulos do Tesouro a juros mais baixos

Os Estados Unidos, o maior país membro do Fundo Monetário Internacional (FMI), informou que apoia discussões para revisar o programa de resgate à Grécia, mas a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse na cúpula dos líderes das principais economias do mundo, o G20, que qualquer afrouxamento das promessas de reforma da Grécia será inaceitável.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.