Tamanho do texto

Ministro da Economia do país disse ainda que já houve contatos com vários países, entre eles a Rússia, para receber ajuda financeira

O ministro da Economia do Chipre, Vassos Shiarly, afirmou nesta terça-feira que o país ainda não pediu à União Europeia ajuda financeira para sanear seu sistema bancário, mas que já contatou vários países, como a Rússia, para receber um crédito bilateral.

LeiaMoody's rebaixa nota do Chipre devido ao risco de a Grécia sair do euro

Independentemente da fonte da ajuda, o ministro cipriota reconheceu que é urgente obter 1,8 bilhão de euros para capitalizar os bancos e que a decisão terá de ser tomada até o fim de junho. Shiarly assegurou que ainda não foi solicitada oficialmente a ativação do mecanismo europeu de resgate, mas que já houve contatos com vários países, entre eles a Rússia, para receber ajuda financeira.

TambémChipre mira UE e outros em busca de melhores termos para ajuda

O ministro insistiu em que a ajuda só seria usada para sanear os bancos e ressaltou que, se for pedido auxílio à União Europeia, espera que as condições sejam melhores que as impostas a outros países da zona do euro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.