Tamanho do texto

Chanceler alemã disse que novo governo da Grécia deverá prosseguir com a implementação dos "compromissos" herdados dos Executivos anteriores

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, abriu nesta segunda-feira a possibilidade de novas ajudas à Grécia para fomentar o crescimento econômico, mas descartou taxativamente uma possível flexibilização do programa de reformas e ajustes do país.

LeiaAlemanha não pressionará Grécia demais, diz vice-ministro das Finanças

A chefe do Governo alemão disse após desembarcar em Los Cabos (México), onde participará da Cúpula do G20, que o novo Executivo em Atenas deverá prosseguir com a implementação dos "compromissos" herdados dos governos anteriores, que decidiram aplicar medidas de austeridade em troca dos dois resgates financeiros, segundo a imprensa alemã.

TambémApós alívio na Grécia, G20 quer fortalecer euro e economia mundial

O pleito de domingo na Grécia, que terminou com a vitória do partido conservador Nova Democracia, e a possibilidade da introdução de novos estímulos ao crescimento da economia grega "não alteram nada nas condições" dos acordos assinados entre Atenas e Bruxelas, afirmou Merkel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.