Tamanho do texto

Para pai da moeda adotada pela maioria dos países da Europa, China deveria depreciar sua moeda em relação ao dólar, caso a Grécia saia da zona do Euro

O euro ainda é um grande sucesso até agora e a moeda não entrará em colapso, mesmo que os gregos deixem a zona do euro, disse hoje Robert Mundell, ganhador do prêmio Nobel de Economia, em um fórum na cidade de Pequim. O economista, conhecido como o pai do euro, avalia que a chance de a Grécia sair da zona do euro é de 25%.

Robert Mundell, pai do euro, afirma que Grécia provavelmente continuará na zona do Euro
Getty Images
Robert Mundell, pai do euro, afirma que Grécia provavelmente continuará na zona do Euro

Os governos europeus devem assumir a responsabilidade de reduzir os déficits e combater os seus próximos problemas, e a Grécia deve fazer ajustes estruturais para reformar o mercado de trabalho e aumentar os impostos para sair da crise, afirmou Mundell.

Ele sugeriu à China que deprecie a sua moeda em relação ao dólar, se os gregos deixarem a zona do euro. O economista também disse para as autoridades de Hong Kong que seria um erro desatrelar a sua divisa da moeda americana. "A fixação a uma cesta de moedas nunca foi bem sucedida ou crível", explicou.

O ex-presidente do banco central de Hong Kong, Joseph Yam, sugeriu na terça-feira passada três modos de mudar o sistema cambial da região administrativa, caso as autoridades decidissem considerar a alteração do regime de câmbio em algum momento no futuro. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.