Tamanho do texto

Segundo o FMI, ritmo mais suave é o mais apropriado durante um período de extrema fraqueza

A Espanha não deve tentar reduzir o seu déficit público muito rapidamente com uma economia extremamente fraca, afirmou o Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta sexta-feira. Em relatório depois de sua missão anual à Espanha, o FMI disse que o país também deve tirar o máximo de proveito do resgate de 100 bilhões de euros aprovados no sábado para concluir a reestruturação do seu sistema financeiro.

Leia também: Prêmio de risco espanhol fecha em recorde histórico
Telefonia móvel espanhola tem o pior desempenho da história

"As metas de médio prazo são amplamente apropriadas, mas um ritmo mais suave seria apropriado durante um período de extrema fraqueza", avaliou o FMI no relatório. A Espanha provavelmente não deve atingir sua meta de déficit público de 5,3% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.