Tamanho do texto

País usará fundo de reestruturação bancária para canalizar o resgate da zona do euro, acertado no último sábado

Os empréstimos do resgate de até 100 bilhões de euros a bancos espanhóis terão que ser pagos em 15 anos, de acordo com uma reportagem do jornal El Mundo desta quarta-feira.

A Espanha, que vai usar o próprio fundo de reestruturação bancária FROB para canalizar o resgate da zona do euro acertado no sábado, terá que começar a pagar os empréstimos em 2017, informou o jornal.

TambémMinistro da economia da Espanha prevê dias de "enorme tensão" nos mercados

Autoridades europeias e espanholas disseram à Reuters no sábado que a taxa de juros a ser paga sobre os empréstimos europeus para o FROB serão de 3%.

Um porta-voz da Comissão Europeia afirmou na terça-feira que bancos que receberem a ajuda através do FROB pagarão uma taxa de juros de pelo menos 8,5%.

Leia aindaEspanha cobrará juros de pelo menos 8,5% anuais de bancos resgatados

Uma reportagem no jornal ABC desta quarta-feira informa que o governo pediu uma mudança no orçamento deste ano para permitir que o FROB assuma 66 bilhões de euros em dívida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.