Tamanho do texto

Segundo membro do Banco Central Europeu, novas medidas serão necessárias se a zona do euro avançar nos planos de uma união bancária

A autoridade do Banco Central Europeu Christian Noyer pediu nesta terça-feira que a entidade tenha poderes de supervisão mais amplos em relação a grandes bancos, o que será necessário se a zona do euro avançar nos planos de uma união bancária.

"O BCE e bancos centrais nacionais estão bem equipados para ser o principal suporte da união financeira", escreveu Noyer no Wall Street Journal.

Os bancos centrais "devem ter poderes iguais para monitorar e supervisionar instituições com presença ou atividades significativas no exterior", completou ele, afirmando que uma união bancária verdadeira também precisaria incluir todos os bancos, independentemente do tamanho.