Tamanho do texto

Para Jens Weidmann, a Espanha já implementou amplas reformas estruturais no mercado de trabalho, mas tem que seguir neste caminho

O presidente do banco central da Alemanha, Jens Weidmann, parabenizou o acordo dos ministros de finanças da zona do euro para empréstimo de até 100 bilhões de euros à Espanha, mas disse que o governo espanhol precisa continuar promovendo reformas econômicas.

Entenda o empréstimo para salvar os bancos da Espanha

Para União Europeia, ajuda a bancos espanhóis é mensagem de segurança ao mercado

"É importante que a Espanha use os instrumentos que foram disponibilizados", disse Weidmann à rede de TV alemã ARD, em entrevista neste domingo.

"Eu tenho fé no governo espanhol, que já implementou amplas reformas estruturais no mercado de trabalho, mas tem que seguir neste caminho", acrescentou.

A Espanha se tornou no sábado o quarto país da zona do euro a buscar auxílio internacional durante a crise de dívida que atinge a zona do euro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.