Tamanho do texto

"A solução deve vir rapidamente" , disse o presidente do grupo de ministros de Finanças da zona do euro em entrevista a uma rádio alemã

O presidente do grupo de ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo), Jean-Claude Juncker, pediu por uma solução rápida para a crise dos bancos na Espanha, que está sob intensa pressão para buscar ajuda.

Leia mais:  Começa teleconferência do Eurogrupo sobre resgate a bancos espanhois

"A solução deve vir rapidamente", disse ele em entrevista a uma rádio alemã na noite de ontem. Juncker, que também primeiro-ministro de Luxemburgo, insistiu que a crise na Espanha não era comparável à da Grécia, exaltando os esforços de Madri para endireitar suas finanças públicas.

Os ministros de Finanças da zona do euro participarão de uma teleconferência hoje, às 11h (horário de Brasília), para "acordar uma declaração sobre a intenção da Espanha de pedir ajuda e o compromisso do Eurogrupo de concedê-lo", comunicou uma autoridade europeia. "Não há qualquer cronograma ou escolha de instrumento (para recapitalizar os bancos espanhois)", disse a fonte. As informações são da Dow Jones.

Veja também:  Zona do euro cogita teto de R$ 250 bilhões para socorrer bancos espanhois

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.