Tamanho do texto

O presidente do BCE, Mario Draghi, disse que a zona do euro deve avançar de 0,1% em 2012  e crescerá uma média de 1% no próximo ano

O Banco Central Europeu (BCE) manteve suas previsões de contração econômica para este ano nesta quarta-feira, mas, por outro lado, rebaixou suas previsões de inflação para 2012 e 2013.

O presidente do BCE, Mario Draghi, disse que projeção da economia da zona do euro será contraída em uma média de 0,1% (com uma categoria de crescimento entre -0,5% e 0,3%), como tinha previsto em março.

Exportações salvam zona do euro da recessão no 1º trimestre

Banco Central Europeu resiste à pressão e mantém taxa de juros em 1%

O BCE também prevê que a economia da zona do euro crescerá uma média de 1% em 2013, em uma categoria entre 0% e 2%, o que supõe uma pequena baixa em relação às previsões feitas em março (entre 0% e 2,2%).

Além disso, o BCE revisou para baixo suas previsões de inflação para a zona do euro em 2013.

Para 2012, o BCE prevê uma inflação média de 2,4%, enquanto a taxa de inflação ficará situada entre 2,3% e 2,5%, contra os 2,1% e 2,7% previsto em março. Já em relação ao próximo ano, o BCE prevê que a inflação será situada em uma média de 1,6%, em uma categoria entre 1% e 2,2% (contra o 0,9% e 2,3%, previsto em março).

"No horizonte relevante para a política monetária esperamos que os preços se mantenham em linha com a estabilidade", afirmou o presidente do BCE, que completou: "O conselho de Governo continua vendo que os riscos para as perspectivas a médio prazo e para os preços estão amplamente equilibradas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.