Tamanho do texto

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, afirmou que a organização não está negociando com a Espanha um programa de ajuda financeira

O Banco Central Europeu (BCE) tem espaço para cortar as taxas de juros, disse a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, em entrevista ao jornal sueco Svenska Dagbladet, negando que o Fundo tenha iniciado negociações sobre ajuda com a Espanha.

"O crescimento pode ser incentivado por política monetária, como o LTRO (operação de refinanciamento de longo prazo mais baratos), que vimos o BCE usar. Também é evidente que há espaço para outro corte nas taxas de juros", disse Lagarde, de acordo com a edição do jornal desta terça-feira.

Duas rodadas de empréstimos baratos de três anos sob a operação de refinanciamento de longo prazo do BCE ajudaram a evitar uma crise de crédito e melhorar a confiança do mercado, pelo menos temporariamente, no final do ano passado e no começo de 2012.

A piora do quadro econômico desde então aumentou as especulações de que o BCE pode cortar as taxas na reunião de quarta-feira, embora 62 entre 73 analistas consultados em uma pesquisa da Reuters disserem esperar que o banco central mantenha os juros em 1 por cento.

Lagarde disse ainda ao jornal que o FMI não estava em negociação com a Espanha acerca de um programa de ajuda.

"Nós absolutamente não estamos fazendo isso. A Espanha já fez muita coisa. Eles mostraram coragem política e realizaram uma série de reformas e austeridade", afirmou Lagarde ao jornal.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.