Tamanho do texto

Monti, porém, ressaltou que a emissão de eurobônus "não é uma permissão para gastar e sobrecarregar outros países"

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, acredita que os eurobônus se tornarão realidade nas 17 nações da zona do euro e que a Grécia continuará a fazer parte da moeda comum, disse ele a um jornal grego neste sábado.

LeiaPremiê da Itália alerta sobre riscos de contágio da crise na zona do euro

"Acredito que criaremos os eurobônus, de uma forma ou de outra, porque nossa união está se tornando ainda mais integrada. Entretanto, é necessário que esteja claro para nós que a emissão de eurobônus não é uma permissão para gastar e sobrecarregar outros países", disse Monti à edição de domingo do jornal To Vima, em uma entrevista.

TambémPIB da Itália contrairá 1,5% em 2012

"Ao contrário, é um esforço para reconstruir a União Econômica e Monetária numa base mais segura e confiável", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.