Tamanho do texto

Agência tomou a decisão preocupada com o crescente risco de que o país saia da zona do euro, mas ressaltou que não considera esse o cenário mais provável

A agência de classificação de risco Moody's reduziu na sexta-feira o teto para os ratings de emissores de dívida para o mercado local grego devido ao crescente risco de que o país saia da zona do euro, mas adicionou que não considera que esse seja o cenário mais provável para o país.

A Moody's disse que reduziu a maior avaliação possível para emissores de dívida para o mercado local na Grécia para "Caa2", abaixo dos maiores ratings atuais relativos a títulos gregos, que é "B1" para alguns bônus.

MaisGrécia pode ficar sem dinheiro ao final de junho

"Qualquer decisão relativa a ratings tomada como resultado do novo teto será divulgado durante a próxima semana", disse a Moody's em nota nesta sexta-feira.

A Moody's indicou que, "embora o risco de uma saída da Grécia da zona do euro seja substancial, essa possibilidade não é considerada o 'caso central' do país ou o cenário mais provável", disse.

TambémPara muitos na Grécia, austeridade é uma escolha falsa

A Grécia realizará eleições parlamentares em 17 de junho. Partidos políticos que apoiam e opõem-se aos termos do resgate internacional do país disputarão acirradamente pela vitória, segundo pesquisas de opinião.

A Moody's disse que o risco de uma saída da Grécia da zona do euro pode aumentar após as eleições. Abandonar o euro significaria grandes perdas para investidores, já que dívidas privadas e do governo emitidas sob lei grega seriam renomeadas e a economia e o sistema bancário do país seriam fortemente atingidos, disse a nota.

"Esse rompimento implicaria, de maneira geral, perdas adicionais para titulares de títulos de dívida emitidos por entidades gregas, independentemente da lei que os governa", disse.