Tamanho do texto

Tóquio, 16 dez (EFE).- A unidade japonesa do grupo francês Louis Vuitton abandonou seus planos de abrir uma loja no distrito comercial de Ginza, em Tóquio, por causa da queda de suas vendas, informa hoje o jornal local Nikkei.

O grupo tinha planejado abrir uma das maiores lojas da Louis Vuitton no mundo em um prédio de 12 andares situado no luxuoso bairro de Ginza.

No entanto, as vendas da Louis Vuitton caíram 7% no Japão nos primeiros nove meses deste ano.

Diante da baixa nas vendas e da crise financeira internacional, o grupo francês decidiu cancelar seu contrato de aluguel com a imobiliária japonesa Huliz Co.

A Louis Vuitton e outras marcas como Bulgari, Gucci, Burberry e Hermes, todas presentes em Ginza, obtêm pelo menos um quarto de seu lucro mundial no Japão, o principal mercado de luxo do mundo, segundo a Organização de Comércio Exterior do país. EFE cej/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.