Tamanho do texto

Por Inaê Riveras SAO PAULO (Reuters) - Entre 15 e 20 novas usinas de açúcar e etanol previstas para operar no centro-sul do Brasil em 2009 podem não entrar em funcionamento este ano devido à falta de crédito, disse a principal associação do setor nesta terça-feira.

A indústria de etanol e açúcar no Brasil alavancaram investimentos nos últimos anos para expansão, mas foram afetadas pela crise financeira mundial que secou linhas de crédito para projetos e negócios.

"Inicialmente esperávamos que 35 usinas fossem iniciadas este ano, mas somente entre 15 e 20 devem ser implantadas, e não sabemos exatamente quando", disse Antônio de Pádua Rodrigues, diretor-técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Além de adiar alguns projetos, o setor espera que a falta de crédito cause problemas técnicos na temporada 2009/10 com a redução de investimentos para a manutenção de indústrias.

A Unica prevê também a possibilidade de empresas com necessidade de caixa serem forçadas a vender a produção, basicamente de etanol, a qualquer preço, o que pode pressionar para baixo as margens de lucro de todo o setor.

O setor de açúcar e etanol tem sido o maior investidor no Brasil em ranking que mede investimentos contra receitas, de acordo com a Unica.

O investimento no setor deveria chegar a 33 bilhões de dólares entre 2005 e 2012, com a participação de fundos privados, tradings e empresas de petróleo e químicas. Em 2008, 27 usinas foram implantadas das 80 planejadas até 2012.

Pádua disse que as usinas provavelmente direcionarão uma parte maior da safra da cana para a fabricação de açúcar do que na temporada passada, devido às expectativas de preços em alta e maiores exportações da commodity.

Por duas temporadas, a maior parte da safra foi destinada ao etanol devido à crescente demanda interna, esperanças de maiores exportações e superávit mundial de açúcar.

Até 43 por cento da safra de cana desta temporada deve ser destinada à produção de açúcar, comparados aos 40 por cento da última temporada, disse Padua, acrescentando que os números ainda são preliminares.

A Unica deve divulgar sua primeira estimativa para a safra 2009/10 em abril, quando a colheita será iniciada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.