Tamanho do texto

Gastos serão feitos em obras públicas, proteção de empregos domésticos e ampliação da competitividade da indústria local

Agência Estado

O ministério da Economia da Argentina vai submeter, no meio de setembro, para apreciação do Congresso, um orçamento que tem como objetivo estimular o crescimento em 2013, de acordo com a agência de notícias estatal Telam. Conforme a Telam, que não identificou onde obteve a informação, o orçamento priorizará gastos com obras públicas, proteção de empregos domésticos e manutenção do poder de compra dos salários, assim como medidas voltadas para ampliar a competitividade da indústria local.

A agência informou ainda que o ministério vai enviar o orçamento ao Congresso entre 14 e 17 de setembro. O órgão também mandará à Casa uma proposta orçamentária plurianual para o período de 2013 a 2015 no dia 12 de outubro.<p><p>Depois de crescer 9,2% em 2010 e 8,9% em 2011, a economia argentina deve avançar apenas 3% este ano devido à demanda fraca do Brasil por produtos manufaturados argentinos e à retomada lenta do crescimento nos EUA e na Europa. As informações são da Dow Jones.