Tamanho do texto

SÃO PAULO - O economista Jim ONeill, que cunhou o termo BRIC em 2002 para o grupo de países formado por Brasil, Rússia, Índia e China, diz que, dos quatro, o Brasil é o que melhor tem enfrentado a crise financeira internacional e o que tem as regras mais claras e um ambiente institucional sólido. Os outros três do grupo não foram tão bem avaliados por ONeill.

Para ele, a Índia tem de parar de pensar que é grande só porque tem uma população enorme, a China tem de enfrentar uma questão política de ter um partido único e a Rússia, "definitivamente, tem de mudar". Para ele, a crise mostrou a Moscou o quão dependente do petróleo a Rússia está.

A análise de O'Neill irá ao ar na próxima semana, na série BRICs 2020 - O Futuro do Brasil, Rússia, Índia e China, desenvolvida pela equipe do site BBC Brasil. A série, que começa na segunda-feira, tem reportagens especiais sobre cada país, feitas por jornalistas brasileiros enviados. De acordo com Rogério Simões, diretor da BBC Brasil, a série foi feita para marcar o lançamento do novo website da BBC Brasil, muito mais flexível, interativo e multimídia do que o anterior.

Na reportagem especial sobre Rússia, a repórter Fernanda Nidecker visitou cidades na Sibéria que surfaram a onda da alta do petróleo e que hoje tem pela frente o desafio de como se manter com a queda na cotação da commodity. Ela também mostra como a estatização levou à redução do investimento em exploração de petróleo. A série está disponível a partir de segunda feira, totalmente em português, no site www.bbcbrasil.com .

(Raquel Balarin | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.