Tamanho do texto

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) afirmou que houve uma certa melhora nas condições econômicas de seus doze distritos no período entre setembro e o início de outubro, com uma leve aceleração no crescimento de grande parte dessas regiões, de acordo com o Livro Bege

selo

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) afirmou que houve uma certa melhora nas condições econômicas de seus doze distritos no período entre setembro e o início de outubro, com uma leve aceleração no crescimento de grande parte dessas regiões, de acordo com o Livro Bege.

Segundo o relatório, os gastos no varejo ficaram estáveis ou cresceram levemente na maioria dos distritos e as varejistas afirmaram que "os consumidores estão lentamente retomando a confiança". O banco central, no entanto, informou que a maior parte das compras dos consumidores está restrita a itens essenciais. Os distritos de Atlanta e Richmond foram a exceção à tendência positiva e divulgaram declínio no tráfego e nas vendas das lojas.

"As varejistas de diversos distritos esperam um crescimento modesto nas vendas até o final do ano. Em particular, alguns contatos em Nova York planejavam contratar mais funcionários temporários para os feriados (de fim de ano) do que no ano passado", segundo o Livro Bege.

Na maioria dos distritos, as vendas de carros novos também ficou estável ou cresceu, enquanto as vendas de veículos usados foi forte. Também houve aumento nos preços desses produtos em razão dos estoques baixos. "O prognóstico dos entrevistados era de leve crescimento nas vendas até o final do ano."

O setor de manufatura seguiu em expansão na maioria dos distritos, com as exportações impulsionando a atividade em grande parte das regiões. As contratações do setor, no entanto, "continuaram fracas".

Alguns distritos encontraram sinais de melhora no que diz respeito às moradias, entre eles o da Filadélfia, que apresentou um aumento nas vendas de imóveis residenciais usados. Richmond, Kansas City e Dallas também divulgaram aumento nas vendas de casas com preços mais elevados. Apesar disso, em grande parte das regiões avaliadas pelo Fed, os mercados de moradia apresentaram vendas menores do que as registradas em igual período do ano passado. "Os estoques de moradias cresceram ou se elevaram na maior parte dos distritos."

O segmento de empréstimos permaneceu fraco, mas alguns distritos reportaram "leve aumento na demanda". As regiões de Richmond e de Dallas divulgaram um aumento na atividade do setor. "Alguns contatos notaram que há pressão por preços mais agressivos para os empréstimos", afirmou o Fed.

A maioria dos distritos divulgou uma pressão mínima para o aumento de salários, apesar das várias menções das empresas sobre a expectativa de crescimento nos custos com benefícios em razão da reforma no sistema de saúde dos EUA.

O Livro Bege apontou também que os custos de insumos cresceram levemente, mas em geral não foram repassados aos consumidores na forma de preços mais altos por bens e serviços. "O repasse do aumento nos custos para os preços finais foi limitado, embora haja relatos de aumento", afirmou o Fed.

O Livro Bege é um relatório compilado pelo Federal Reserve oito vezes por ano e reúne informações dos doze distritos administrativos da instituição nos EUA. O documento, baseado em entrevistas com empresas, economistas e especialistas do mercado, é utilizado pelas autoridades como fonte de informação para definir as políticas monetárias. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.