Tamanho do texto

As despesas de consumo das famílias americanas caíram novamente em outubro, recuando 1% em relação a setembro, ou seja, sua maior queda desde setembro de 2001, segundo os números oficiais publicados nesta quarta-feira.

Apesar de os recursos das famílias terem aumentado 0,3% em outubro em relação ao mês precedente, a intensificação da crise levou os americanos a poupar dinheiro, como mostra a forte alta das poupanças.

Os analistas esperavam em média uma alta de 0,1% dos recursos das famílias e uma redução de 0,7% das despesas do consumo.

Segundo os números oficiais, o mês de outubro foi o quarto consecutivo de redução das despesas de consumo das famílias (após um recuo de 0,1% em julho e agosto e de 0,3% em setembro), que em tempo normal representam quase 70% do crescimento americano.

É preciso remontar à última recessão americana e ao início dos anos 90 para ver mais de quatro meses consecutivos de queda deste indicador crucial para a economia americana.

mj/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.