Tamanho do texto

SÃO PAULO - A expressiva melhora nos dados de construção de imóveis nos Estados Unidos deu o tom do pregão de hoje em Wall Street. O indicador estimulou a continuidade da valorização das ações do setor financeiro e impulsionou as de empresas de setores relacionados, como incorporadoras e varejistas.

A alta do petróleo na sessão de hoje também puxou para cima os papéis de companhias do ramo.

Com esse cenário, o Dow Jones Industrial ganhou 2.5%, aos 7.395,7 pontos. O Standard & Poor´s 500 avançou 3,2%, para 778,12 pontos, e o Nasdaq Composite saltou 4,1%, para 1.462,11 pontos.

A atividade de construção de casas novas nos Estados Unidos subiu 22% no mês passado, para uma taxa anualizada de 583 mil unidades. Muitos economistas aguardavam uma leitura de 450 mil para o período.

A notícia animou o mercado como um todo e permitiu que as ações de bancos continuassem a subir. O JPMorgan Chase ganhou 8,9% e o Citigroup subiu 7,7%, por exemplo.

A Home Depot, rede de lojas de artigos para o lar, ganhou 6,7% no embalo do aumento das construções e da melhora da recomendação de seus papéis pela corretora Jefferies & Co.

No segmento de tecnologia, o destaque foi das ações da Apple, que subiram 4,4%. Hoje a empresa apresentou novo software e aplicativos para o iPhone, a serem disponibilizados no segundo semestre.

Os preços do petróleo fecharam hoje no maior nível em mais de três meses. Em reação, as petroleiras Exxon Mobil e Chevron subiram 3,2% e 3,8%, respectivamente.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.