Tamanho do texto

Ipea vê reacomodação após anúncio do reajuste do 13º salário e da redução dos juros

selo

O Índice de Expectativas das Famílias (IEF), medido mensalmente pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), passou de 69,0 pontos em janeiro para 67,2 pontos em fevereiro, o que representou uma queda de 1,8 ponto.

De acordo com o presidente do Ipea, Marcio Pochmann, em fevereiro ocorreu uma reacomodação no índice de expectativas das famílias, depois de uma alta entre novembro e janeiro. "Naquela época, houve o pacote de desoneração fiscal e as decisões de reduções das taxas de juros, que tornaram mais positivas as avaliações da tomada de crédito. Além disso, teve o anúncio de que o salário mínimo seria corrigido", explicou. "Isso tudo associado ao final de ano, em que os trabalhadores recebem o 13º salário, ajudou a melhorar as expectativas".

No entanto, houve resultados discrepantes regionalmente. A confiança aumentou nas regiões Sudeste e Norte, na passagem de janeiro para fevereiro, movimento contrário à média nacional. O ICF no Sudeste passou de 68,5 pontos para 68,8 pontos, enquanto no Norte saiu de 62,1 para 62,9 pontos. Houve recuo na confiança nas regiões Centro-Oeste (de 84,8 para 73,3 pontos), Nordeste (de 66,7 para 63,9 pontos) e Sul (de 71,0 para 66,6 pontos).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.