Tamanho do texto

SÃO PAULO - As bolsas de valores da Europa encerraram a sessão desta quarta-feira em alta, depois que a agência de classificação de risco Standard & Poors aliviou os temores do mercado com relação ao déficit da Grécia. Os bancos estiveram entre os destaques de alta desta sessão.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561769149&_c_=MiGComponente_C

As ações do Deutsche Bank avançaram mais de 2,5% em Frankfurt, enquanto as do BNP Paribas subiram 2,3%, em Paris.

Há pouco, um relatório da agência de classificação de risco Standard & Poor's (S & P) revelou as expectativas positivas com relação ao plano do governo grego para a redução do déficit orçamentário.

A agência removeu os ratings da Grécia da lista de observação (CreditWatch), o que significa que a agência não planeja rebaixar a classificação de crédito do país por ora, mesmo diante da crise nas contas públicas gregas, pois acredita que o plano governamental é suficiente para que a Grécia atinja seus objetivos neste ano.

Ontem, os ministros das finanças europeus acordaram um plano de emergência para resgatar a Grécia da falência. Os ministros afirmaram que estão prontos para prover assistência financeira, se o governo grego quiser.

Influenciaram ainda as negociações do pregão de hoje os dados sobre a inflação anual da zona do euro, que ficou em 0,9% em fevereiro. Um mês antes, o índice de preços ao consumidor na região teve elevação de 1%. Na Alemanha, foi divulgada a confiança dos investidores na Alemanha, que caiu em março, para 44,5 pontos, perante os 45,1 pontos apurados um mês antes.

O índice FTSE-100, de Londres, fechou em queda de 0,48%, aos 5.620,43 pontos. O CAC-40, de Paris, ganhou 1,23%, aos 3.938,95 pontos. O DAX, de Frankfurt, avançou 1,14%, aos 5.970,99 pontos.

Leia mais sobre: mercados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.