Tamanho do texto

Cadastro Geral de Empregados e Desempregado aponta criação de 140.563 empregos formais em julho

selo

A entrada de produtos importados no Brasil é o maior problema do mercado de trabalho do País hoje, na avaliação do Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. "O que diminui a empregabilidade do Brasil hoje é isso", considerou, acrescentando que as últimas atitudes do governo para impedir a entrada de tantos produtos estrangeiros foram positivas.

O ministro analisou que a crise pode ter afetado também o ritmo de contratação no mês passado, que ficou 22,6% menor ante o mesmo mês de 2010 , e afetou principalmente na área da indústria de transformação. Para ele, no entanto, o impacto da crise sobre o emprego foi mais de receio do que ação, já que empresários não chegaram a demitir, mas pausaram as admissões. "O que já tinha que acontecer já aconteceu."

Na visão do ministro, tem muita gente querendo "ganhar dinheiro fácil" com a crise. "Mais do que a outra, esta é uma crise de especulação", resumiu. Ele disse não entender como os Estados Unidos, que estão em crise, ainda são o porto seguro para muitos investidores. "Os Estados Unidos estão em crise, mas o dólar está aumentando e as pessoas estão comprando títulos americanos", considerou.

Lupi também disse não compreender o vaivém das bolsas. "É tanta especulação junta, que tem dia que cai 9% e no meio da semana já possui ganho real de 1%." Ele previu que nesta semana haverá alta da bolsa.