Tamanho do texto

A empresa Controlar, responsável por prestar o serviço de inspeção veicular ambiental para a Prefeitura de São Paulo, foi vendida, por R$ 121 milhões, ao Grupo CCR, que detém as concessões do Rodoanel e das rodovias Castello Branco, Anhanguera, Bandeirantes e Dutra. A negociação começou há um ano, mas ainda depende da autorização da Prefeitura, já que a Controlar tem contrato com a administração municipal até 2018.

O prefeito Gilberto Kassab tem 120 dias para dar o aval. Segundo a Assessoria de Imprensa da Controlar, a inspeção veicular continuará sendo realizada normalmente. O programa começou a ser implantado no ano passado para os veículos a diesel e desde o começo do mês foi estendido ao restante da frota e carros fabricados entre 2003 e 2008.

O Grupo CCR adquiriu 45% do capital social da Controlar - criada por um ex-sócio da construtora OAS, Carlos Suarez - e a empresa portuguesa Brisa, acionista da CCR, ficou com 10%.

A compra faz parte da estratégia de diversificar o portfólio de negócios da companhia, segundo o diretor da empresa, Leonardo Couto Viana. Ele disse que a aquisição será paga com recursos próprios da CCR.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.