Tamanho do texto

Brasília - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou hoje em seu oitavo levantamento sobre a safra de grãos 2009/2010 que o Brasil vai colher um recorde de 146,87 milhões de toneladas. O número supera o melhor resultado anterior, registrado na safra 2007/2008, quando houve produção de 144,14 milhões de toneladas.

Brasília - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmou hoje em seu oitavo levantamento sobre a safra de grãos 2009/2010 que o Brasil vai colher um recorde de 146,87 milhões de toneladas. O número supera o melhor resultado anterior, registrado na safra 2007/2008, quando houve produção de 144,14 milhões de toneladas. A pesquisa mostra que a safra é 8,7% superior às 135,13 milhões de toneladas da última safra. Com relação ao levantamento do mês passado (146,31 milhões de toneladas), o desempenho é 0,4% maior. Os técnicos da Conab avaliam que o bom desempenho das lavouras é resultado do bom regime de chuvas nas áreas de maior produção, da manutenção da boa produtividade do milho nos Estados do Paraná e de Goiás e da evolução na área do milho segunda safra e de plantio da soja em Mato Grosso. A soja deve alcançar 67,86 milhões de toneladas, 18,7% ou 10,70 milhões de toneladas a mais que na safra anterior. Já o milho segunda safra cresceu 16,8%, totalizando 20,26 milhões de toneladas. Somadas a primeira e a segunda safras do cereal, a produção deverá atingir 54,18 milhões de toneladas, com ganho de 6,2% em relação ao período passado. O porcentual representa 3,18 milhões de toneladas a mais. De acordo com comunicado da Conab, quase todo o milho (cerca de 97%) já foi colhido. Em todo o País, a situação da colheita é de 60% para o milho primeira safra e de 76% para o arroz. O feijão primeira safra está com a colheita encerrada, enquanto o de segunda está ainda no início. Com a contribuição de algumas culturas para a ampliação da área, o total plantado está estimado em 47,5 milhões de hectares, um número inferior em 0,4% (172,1 mil hectares) ao ciclo 2008/2009. A área total de milho deve chegar a 13,03 milhões de ha, com redução de 8,1% sobre o período anterior (14,2 milhões de ha) e de 15,9% na produtividade. O milho segunda safra registrou aumento de 19,1% (288 mil ha), em Mato Grosso, e de 13,8% (51,3 mil ha), em Goiás. A soja também teve elevação de área de 6,9% (1,49 milhão ha). Outros grãos não tiveram o mesmo desempenho, como o arroz (- 115,4 mil ha), o milho primeira safra (-1,23 milhão ha), o feijão segunda safra (- 287 mil ha) e o algodão (- 7,2 mil ha).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.